0 Item

A automação industrial surgiu com a Revolução Industrial, lá na Europa, entre os séculos 18 e 19. Através do tempo, a tecnologia da informação foi substituindo a ação manual do trabalhador para chegar às máquinas inteligentes abastecidas com dados diversos para tomada de decisões com rapidez e extrema eficiência.

Hoje, uma rede industrial é ‘alimentada’ por meio de protocolos de comunicação  a fim de supervisionar e controlar processos produtivos – de estoques à operação de máquinas no chão de fábrica. Horas de máquinas paradas por falta de insumos ou por defeito do equipamento podem reduzir sensivelmente para o empresário que utiliza uma rede industrial adequada à sua atividade.

Conceitos como Indústria 4.0, Big Data e Internet das Coisas devem ser implementados em uma empresa que deseja sobreviver no mercado contemporâneo. Não é mais possível administrar sem auxílio de um ambiente digital por onde transitam informações das máquinas sob os olhos dos usuários da plataforma.

Tipos de redes industriais

Há inúmeras, e basicamente é possível entender que elas são diferentes dependendo de seu emprego. É possível entender a diversidade de redes assim como há diferentes tipos de transportes para levar um produto até seu consumidor. Elas, as redes, são os protocolos de comunicação que conectam dispositivos para fazer diagnósticos dos mais simples aos mais elaborados.

Em uma escala de menor para maior complexidade, uma fornecedora de tecnologia de rede de comunicação industrial tem soluções de Sensorbus, Devicebus e Fieldbus – quanto mais complexa, maior é a confiabilidade dos dados e raio de cobertura.

Também há outros recursos como AS-Interface (módulos para conexão de sensores e atuadores convencionais); CANopen (protocolo de comunicação e especificação de perfil de dispositivo); e DeviceNet (troca de dados para dispositivos que fazem um controle).

Já o Profibus e o Modbus são os mais baratos e conhecidos sistemas de comunicação. Por fim, Profinet e Ethernet se conectam na história da tecnologia da informação na evolução da automação, quer seja no ambiente web (corporativo) ou controles de movimentos e processos (chão de fábrica).

Arquitetura de redes industriais

Retomando a Revolução Industrial, a arquitetura das redes industriais, ou seja, como os equipamentos são montados e correlacionados, vem melhorando numa escala exponencial. É só pensar na distância tecnológica entre a TV preto e branco e a internet.

Na linha do tempo, a arquitetura dos sistemas de automação migrou da local para centralizada. Na etapa seguinte foi distribuída nos controladores e, depois, ficou interconectada por meio de uma rede de comunicação. Agora esta arquitetura obedece também a sensores e atuadores. 

Atualmente, a arquitetura das redes industriais, além de mais potentes, também são planejadas para futuras mudanças nos campos da manufatura e da organização corporativa de uma indústria.

Cursos sobre redes de comunicação industrial

• O Senai é ideal para quem está focado no mercado de trabalho. Sua área é mecatrônica e a carga horária é de 360 horas. Clique para mais informações.

• A Universidade Federal do Rio Grande do Norte também é na área de mecatrônica e se divide em dois ciclos: o primeiro no bacharelado em ciências e tecnologia e, o segundo, para formar o engenheiro mecatrônico. Clique para mais informações.

• Outra opção na Universidade Federal do Rio Grande do Norte é o curso de engenharia da computação. O formado recebe habilitação em automação industrial além do título de engenheiro. Clique para mais informações.

Sobre a Techno Supply

Instalada em Piracicaba (SP), a Techno Supply foi fundada para atender as reais necessidades das empresas nacionais e multinacionais em tecnologia industrial. Com tecnologia industrial de ponta, a Techno Supply atua nas áreas de automação industrial e segurança de máquinas, com ampla expertise técnica e sólido suporte nos contratos com renomados parceiros tecnológicos nacionais e internacionais.

Cada vez mais presente nos mercados interno e externo com o desenvolvimento e comercialização de equipamentos para automação industrial, assistência técnica e montagem, a Techno Supply tornou-se referência no setor. Os “cases” mais famosos da marca são a automação de cobrança de pedágios em rodovias e cortina de luz para garantir segurança na operação de máquinas.

Sumário
O que é uma rede de comunicação industrial?
Artigo
O que é uma rede de comunicação industrial?
Descrição
Uma rede industrial é ‘alimentada’ por meio de protocolos de comunicação a fim de supervisionar e controlar processos produtivos – de estoques à operação de máquinas no chão de fábrica. Horas de máquinas paradas por falta de insumos ou por defeito do equipamento podem reduzir sensivelmente para o empresário que utiliza uma rede industrial adequada à sua atividade.
Autor
Empresa
Techno Supply Automação Industrial
Marca
1
Podemos ajudar! Fale com um especialista em Automação Industrial.
Powered by